Nossas redes

Ansiedade às vésperas da Black Friday tem explicação psicológica

woman leaning on top building rail during daytime

Descomplica TekZoom

Ansiedade às vésperas da Black Friday tem explicação psicológica

Especialista explica por que o período gera este sentimento e como a pandemia pode potencializar o comportamento

No dia 26 de novembro acontece oficialmente a Black Friday no Brasil, data que está no calendário do varejo há dez anos e marca o início da temporada de compras natalinas. Em 2021, há a expectativa que a Black Friday seja o ponto de retomada das compras entre os consumidores brasileiros, que estão comprando muito mais pela internet desde o início da pandemia – de acordo com relatório da Conversion, as maiores lojas virtuais brasileiras registraram 1,21 bilhão de acessos em setembro, mantendo uma média que levou o e-commerce para outro patamar.

Até o dia 26 de novembro, consumidores vão viver a expectativa para aproveitar o período de grandes descontos, o que pode gerar hábitos nocivos. De acordo com Renata Tavolaro, head de psicologia da OrienteMe, plataforma de saúde corporativa, este momento é propício para o desenvolvimento de uma compulsão por compras, e alerta para possíveis riscos. Nos dois últimos anos, a Black Friday movimentou R﹩ 3,2 bilhões apenas no e-commerce, segundo a empresa de mensuração de dados de comércio online, Ebit-Nielsen, e a expectativa é que o número aumente.

Desta forma, promoções como a Black Friday podem afetar o público interessado em adquirir um ou mais itens. Para a head, “Pessoas com transtorno compulsivo por compras são inibidas da sensação de prazer, fazendo com que uma compra necessária não seja o suficiente. Ela sempre precisará de mais, mas nunca estará satisfeita. É totalmente o contrário da sensação prazerosa de comprar itens que preencham desejos ou sonhos de serem conquistados. Para o compulsivo, não há limite. Por isso, a compulsão é tratada como um distúrbio, podendo causar desconforto psicológico, inquietação e sintomas graves de depressão”, diz.

Entretanto, é preciso estar atento a sintomas que denotam um nível grave de ansiedade e compulsão por compras. A ajuda médica e psicológica são as melhores saídas para tratar o transtorno que assombra a vida dos brasileiros, considerados o povo mais ansioso do mundo, pela Organização Mundial da Saúde (OMS). “Para evitar a ansiedade e a compulsão por compras gerada por essa sensação, é preciso disciplina. Alternativas como o relaxamento, técnicas de respiração profunda, pausas diárias para desestresse do cérebro, terapia, meditação e yoga são algumas opções”, finaliza.

Clique para comentar
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Mais em Descomplica TekZoom

Subir