Xbox One será superado pelo Xbox Scarlett? Saiba tudo sobre!

O primeiro Xbox foi lançado em 2001 e colocou a Microsoft no mundo dos consoles. A empresa agora se prepara para o lançamento da sua nova geração de videogames e, por enquanto, tudo mostra que uma nova revolução está chegando.

Tudo começou em 2001, com o primeiro Xbox, um console de videogame com hardware baseado no Intel Pentium III - algo inédito até então na indústria, que foi responsável pelo sucesso do aparelho.

O Xbox original foi o principal concorrente do PlayStation 2, deixando para trás o Nintendo Game Cube e o Sega Dreamcast, tornando-se o segundo colocado em vendas da geração.

Alguns games lançados no primeiro Xbox, conhecidos até hoje, como os clássicos Halo: Combat Evolved e Forza Motorsport, continuam sendo franquias exclusivas do console.Foi nesta mesma época que surgiu o serviço Xbox Live, que revolucionou o mercado na geração seguinte.

Xbox 360 - A vez dos games online

O Xbox 360 chegou ao mercado em 2005 e, desde o seu lançamento, foi conhecido como o melhor console da sua geração, apesar dos problemas técnicos das primeiras unidades.

O motivo do sucesso foi a rede Xbox Live, responsável por possibilitar partidas online e multiplayer sem grandes dificuldades - algo que parecia impossível nas gerações anteriores.

Outro recurso bem interessante na Live era a sua loja de games, que possibilitava aos jogadores conhecerem e comprarem seus games sem sair de casa. Claro que o PS3 também tinha a sua PlayStation Store. No entanto, não conseguia ser tão estável quanto a rede da Microsoft.

Na mesma geração, a Nintendo lançou o Wii, o primeiro videogame que trazia com perfeição o reconhecimento de movimentos, mudando completamente a forma como jogar e despertando o interesse de gamers casuais, que não queriam uma experiência rica, mas apenas diversão rápida.

Com isso, em 2009, a Microsoft lançou um dos acessórios mais vendidos de todos os tempos, o Kinect - um sensor de movimentos que eleva ainda mais a tecnologia apresentada pela Nintendo.

Diferente do Wii, o Kinect conseguia capturar os movimentos do jogador sem a necessidade de segurar os controles. Foi nesta mesma época, que os jogos de dança como Just Dance e Dance Central se tornaram grandes sucessos de venda.

Mais uma vez, o Xbox 360 foi responsável por grandes sucessos que existem até hoje, como a série Gears of War (que, em breve, receberá a sua quinta continuação).Entre os games mais conhecidos do console estão Red Dead Redemption, Grand Theft Auto V, Halo 3, Halo 4, Alan Wake, Fable II, Crackdown e muitos outros.

Xbox One - Chegou a hora do 100% conectado

Lançado em 2013, o primeiro modelo do Xbox One chegou ao mercado cercado por críticas, devido a sua necessidade de conexão permanente com a Internet, o que desagradou muitos dos seus antigos fãs.

O Xbox One fat, como ficou conhecido o primeiro modelo, tinha um hardware muito semelhante ao PS4, com processador AMD, 8GB de memória RAM e GPU Radeon, além de uma HD de 500GB.

Fazia parte do primeiro modelo o Kinect 2.0, que deixava de ser um acessório e passava a ser um item obrigatório. Mais uma vez, esta obrigatoriedade foi extremamente criticada pela imprensa e players.

As vendas iniciais não foram as esperadas pela Microsoft, o que acabou resultando na mudança dos responsáveis pela divisão de games. Foi neste período que Phil Spencer assumiu de vez a chefia dessa divisão da empresa.Para resolver todos os problemas, foi anunciado durante a E3 de 2016 o Xbox One S que, apesar de continuar na mesma geração, trazia melhorias em seu visual e, principalmente, em seu hardware, mantendo total compatibilidade com o modelo anterior.

Xbox One S - Voltando à guerra

O Xbox One S foi a resposta da Microsoft para continuar sendo relevante no mercado de games e retornar ao topo das vendas.

Agora, o console deixou a cor preta de lado e passou a ser branco, com uma carcaça 40% menor que o original, sua fonte deixou de ser externa para ser interna e a entrada para o Kinect foi removida, decretando assim o fim do acessório.

O videogame ganhou versões de 2 TB, 1 TB e 500 GB. Com o novo modelo, a Microsoft finalmente conseguiu provar que ainda estava no  páreo e as vendas do console começaram a crescer.

As mudanças no Hardware foram sutis, mas extremamente importantes. Agora, o console possui suporte a HDR, roda filmes em 4K nativo e faz upscaling para jogos.

Entre os games exclusivos do Xbox One S estão: Ryse: Son of Rome, Forza Motorsport e Forza Horizon, Halo 5: Guardians, Halo Wars 2, Sunset Overdrive, Gears of War 4 - 5, Killer Instinct, entre outros.Ainda em 2016, na mesma E3, foi revelado o videogame mais poderoso de todos os tempos, o Xbox One X.

Xbox One X - O monstro da Microsoft

Anunciado como Project Scorpio, o Xbox One X é o console de videogame mais poderoso da atualidade.

Este modelo ganhou um processador AMD de 2.3 GHz, GPU AMD de 6 TFLOPS, 12 GB de memória RAM e suporte nativo a 4K e HDR.

O mais interessante nisso tudo é que este modelo ainda é 100% compatível com as versões anteriores, o que faz dele um dos videogames com a maior biblioteca de jogos em seu lançamento.

Outra vantagem perceptível é o carregamento mais rápido dos jogos e a fluidez da navegação na dashboard.

Mas, o que mais chama a atenção no Xbox One X, são os jogos que podem rodar em 4K com HDR e a 60 FPS, algo inimaginável até pouco tempo em consoles de videogame.

Entre os games que ganharam atualizações para rodarem melhor, podemos destacar Forza Horizon 4, The Division 2 e o futuro Gears of War 5.

Agora, tudo pode mudar...

Projeto Xbox Scarlett - A nova geração foi anunciada

Durante a E3 2019, a Microsoft fez o anúncio oficial da sua próxima geração de videogames que, por enquanto, tem o nome de Xbox Scarlett.

O visual final também não foi mostrado, mas o lançamento deve ocorrer até o final de 2020 e suas especificações técnicas devem ser, no mínimo, quatro vezes mais poderosas que a encontrada no Xbox One X.

Na apresentação do futuro console foi mostrado que alguns jogos poderão rodar a 120 FPS (quadros por segundos) e o uso de SSDs será essencial para diminuir o carregamento inicial dos games, assim como de suas fases.

A Microsoft ainda fez questão de frisar que o foco do Xbox Scarlett será reduzir o tempo de carregamento e aumentar o FPS dos games, para disponibilizar aos jogadores a melhor experiência possível.

Com games carregando mais rapidamente e com imagens mais fluidas, a experiência do usuário será elevada a um patamar nunca antes visto.

O novo console terá em seu interior a nova tecnologia Ryzen e Navi da AMD, além de contar com memórias mais rápidas do tipo GDDR6. Com essas informações, não tem como duvidar que os gráficos serão de última geração e até mesmo o Ray tracing estará presente.

Rodando seus games na casa dos 120 FPS e com resolução de 8k, podemos esperar jogos cada vez mais realistas, com gráficos que podem chegar perto dos oferecidos em PCs e, até mesmo, melhores.Como não poderia faltar, alguns games também foram anunciados pela Microsoft para a sua próxima geração de consoles.  O mais aguardado é, sem dúvida alguma, Halo Infinite, que promete levar o jogador para lugares nunca antes explorados.

Novos estúdios e muitos games

A Microsoft ainda fez questão de anunciar a compra de novos estúdios, responsáveis pela produção de jogos como Hellblade e We Happy Few.

Entre os estúdios adquiridos nos últimos anos pela empresa estão os conhecidos 343 Industries, The Coalition, Turn 10, Rare, Global Publishing, Playground Games, Ninja Theory, Undead Labs, Compulsion Games e The Initiative.

Conclusão

A família de consoles Xbox, desde o seu surgimento em 2001, já passou por altos e baixos, mas ninguém pode negar que a Microsoft não sabe o que está fazendo.

Em 2020, vamos poder conferir o lançamento do videogame mais poderoso apresentado até aqui e, com certeza, será um espetáculo ver a MS brigando com a Sony mais uma vez pela liderança do mercado.

O Xbox Scarllet terá performance igual a um computador gamer que possua o melhor teclado e mouse do mercado. Será que ele será superado?

Agora o que resta é aguardar o próximo capítulo desta história que, parece que, ainda vai levar um bom tempo para acabar. E eu não acho isso ruim, de jeito algum :)